segunda-feira , março 18 2019
Home / Beleza / Beleza após o parto
exercício-pós-parto

Beleza após o parto

Mesmo com todo o arsenal de beleza usado na gravidez, grande parte das novas mamães não consegue evitar as temidas estrias e manchas na pele. Mas, com os avanços na área estética, não é preciso esperar meses e meses após o nascimento do bebê para se livrar dessas marcas.

Tratamentos com laser, que não provocam efeitos colaterais nem prejudicam a amamentação, podem ser iniciados 30 dias depois do parto, normal ou cesárea, como recomenda a dermatologista Juliana Drumond. O tipo de laser, fracionado ou luz pulsada, é indicado após a avaliação médica.

“No caso das estrias, quanto antes o tratamento é iniciado, melhores os resultados. O laser pode ser aplicado inclusive no abdômen e nas mamas, principais áreas em que as lesões aparecem”, destaca.

Para tratamento de manchas na pele, se houver indicação de laser, a mulher também pode começar o tratamento pouco tempo após o parto. A luz intensa pulsada é a mais indicada para remoção de melanoses solares e sardas, além de promover um rejuvenescimento facial leve.

O aparelho emite uma luz, como um flash, na área a ser tratada. A transmissão de luz e calor ajuda a fechar os poros e melhora o aspecto da pele, além de estimular a produção de colágeno.

Já no caso dos melasmas, manchas amarronzadas no rosto, difíceis de sair, dependendo da avaliação do dermatologista, é possível que a mulher tenha de esperar um pouco mais para iniciar o tratamento. O melasma é uma doença dermatológica que não tem cura. Na maioria das vezes, é necessária a combinação de clareadores, usados em casa, e peelings químicos, que são proibidos no período de amamentação.

Juliana Drumond
Juliana Drumond

Ainda não há causa definida, mas sabe-se que, muitas vezes, o aparecimento do melasma está relacionado principalmente à exposição solar, ao uso de anticoncepcionais femininos e à gravidez. O fator desencadeante é a exposição à luz ultravioleta e até mesmo à luz visível, como a do computador. Mas a predisposição genética e o histórico familiar também influenciam no surgimento das manchas”, destaca Juliana Drumond.

Outro procedimento muito procurado pelas pacientes é a depilação a laser. Segundo a dermatologista, em muitos casos, ocorre aumento de pelos durante a gestação ou até mesmo o aparecimento em áreas em que comumente não surgiam. Verifica-se esse crescimento de pelos, com mais frequência, na face e no abdômen.

Confira Também

mônica-5543

Frutas em cápsulas: aliadas da saúde e da beleza

Uma alimentação rica em frutas é essencial para uma vida saudável. No entanto, na correria ...