segunda-feira , março 18 2019
Home / Bem-Estar / Bikes – A alternativa ideal para o transporte urbano
shutterstock_201935410

Bikes – A alternativa ideal para o transporte urbano

Trânsito cada dia mais caótico, com horas e horas de paralisação de carros e automóveis, poluição do ar, necessidade iminente de realizar uma atividade física diariamente e sustentabilidade, esses são os principais fatores que fizeram com que muitas pessoas começassem a usar a bicicleta como principal meio de locomoção.

O Brasil é hoje uma das principais potências no segmento de Bicicletas. Para se ter uma ideia, o país além de estar entre os cinco maiores consumidores do mundo é o terceiro maior produtor de bicicletas, ficando atrás apenas de mercados como China e índia.

Além da conscientização de toda a população em cultivar hábitos mais saudáveis, o Brasil passa por um processo de transição, em que velhos paradigmas estão sendo deixados para trás dando espaço para o bem coletivo, não obstante muitos governos estão direcionando regras e leis de incentivo ao uso constante de veículos não poluentes, caso em que a bicicleta encaixa perfeitamente.

Entre as principais medidas tomadas pelos governantes, as que mais incentivaram a população a aderir a bike como companheira de ruas, foi o aumento na construção de ciclovias, que agora passaram a cruzar a maioria das cidades, com intuito da livre locomoção para o ciclista, a prioridade em segurança também é outro fator de destaque, já que entraram em evidencias, acessórios de sinalização, tanto para os ciclistas quanto para as próprias bicicletas e também o respeito mutuo, entre motoristas e ciclistas que em um passado pouco distante viviam em uma guerra campal por espaço no trânsito.

 

O que pode ser melhorado?

Como dito anteriormente, a malha cicloviária deve ser melhorada, tanto em espaço quanto em distância de segurança, não basta apenas separar um metro nas principais avenidas e dizer que ali é o espaço de ciclista, assim como estradas, ruas e avenidas, esse percurso também deve ser feito de maneira inteligente e planejada, sem barreiras ou obstáculos com o objetivo principal da livre locomoção.

Para que haja maior interação entre os modais de transporte, também é necessária a criação de bicicletários e paraciclos, para que usuários e adeptos da bike possam interagir transporte coletivo com as bicicletas. Esses projetos devem ser implantados em pontos estratégicos como estações de trem e metrô e também em paradas de ônibus com alto fluxo de movimentação.ScreenSnapz0342

Pessoal treinado e capacitado para fiscalizar o espaço destinado para ciclistas, aumentando assim o nível de segurança e a boa convivência entre pedestres, ciclistas e motoristas.

Ações promocionais de incentivo e educação por meio de eventos, palestras e visitas, principalmente em escolas, bairros e centros esportivos.

Criação de ciclopassarelas e trechos elevados, já que a maioria dos grandes centros possuem trilhos, rios, pontes, isso faria com que diminuíssem os ricos de assaltos, roubos e furtos.

Leis mais severas quanto a acidentes que envolvam bicicletas, a maior proteção para ciclista automaticamente fará com que motoristas dirijam mais atentos em áreas com ciclovias.

É preciso melhorar também a conscientização por parte dos ciclistas, que não devem se achar sempre na razão, precisando respeitar as regras de trânsito como faixa de pedestres, semáforos, sentido, não transitar em calçadas e usar os equipamentos necessários e obrigatórios de segurança, como luzes e faróis, e roupas claras e chamativas.

Diminuição de impostos, como IPI, dando à população acesso a materiais de maior qualidade e conforto.

Como andar seguro

Primeiramente, ande no sentido correto da via, mesmo que pareça mais seguro o contrário, o ciclista só deve transitar contra o fluxo em rodovias.

Utilize roupas claras e chamativas na hora de andar de bicicleta, isso facilita a visão de motoristas, não se esqueça de também usar todos os equipamentos de segurança, principalmente capacetes.

Por mais que mais seja prazeroso, evite usar fones de ouvido ao pedalar, além de tirar a atenção do trânsito, o ciclista perde a referencia dos automóveis, e pode não ouvir ruídos importantes ao seu redor.

l_shutterstock_172885412

De preferência para vias menos movimentadas, e caso seja um iniciante, uma “mountain bike” de 18 e/ou 21 marchas é o modelo aconselhável.

Benefícios à sociedade

A bicicleta é uma ótima alternativa para os problemas de transporte dos grandes centros urbanos, apesar dessa ideia ainda estar no inicio no Brasil, ela já vem sendo difundida a muito tempo na Europa, sendo muito utilizada em países como Holanda, França e Dinamarca. Além do que, tira o sedentarismo as pessoas que passam a praticar uma atividade física diariamente. Para que esta onda cresça ainda mais, é preciso que haja boa vontade da população juntamente aos governantes e assim receber todos os benefícios que este tipo de transporte pode oferecer que vai desde a menor poluição do meio ambiente até a vida ativa de hábitos saudáveis da população.

andar-de-bicicleta

Confira Também

sinais-de-cancer-de-mama

Mês da mulher: médico fala sobre a sexualidade no tratamento do câncer

Dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher e o tema sexualidade ...