segunda-feira , março 18 2019
Home / Nutrição / Corpo em dia mesmo no inverno
woman with scale shutterstock image

Corpo em dia mesmo no inverno

Os dias mais frios chegaram e, desta vez, a temperatura despencou. Mas, quem não abre mão de ficar em forma, mesmo no inverno, pode comemorar, porque com dicas simples é possível aproveitar todas as comidas típicas desta época e sem culpa. De acordo com a médica e nutricionista Dra Lorena Bermudes, nesse período é comum sentir mais fome, porque o corpo tende a procurar mais energia para aumentar a temperatura corporal, o que é encontrado em alimentos mais calóricos.

“Um dos prejudiciais para a dieta no frio fica por conta do desânimo e das doenças respiratórias, muito comuns em baixas temperaturas, pois elas fazem com que as pessoas fiquem mais paradas e se descontrolem na hora de escolher o que vão comer”, revela a especialista. Além disso, os resfriados são mais frequentes, por isso é importante consumir alimentos ricos em vitamina C, como por exemplo, o gengibre, limão e alho, pois aumenta também o sistema imunológico.SONY DSC

Lorena ainda comenta que para não sofrer é preciso fazer escolhas melhores e dar preferência por comidas menos calóricas. “Para isso, substitua o fundue tradicional por chocolate diet e o leite desnatado”, diz.Gengibre e limão

Para quem gosta de chás pode investir nas bebidas que aumentam a taxa metabólica, como chá verde, de hibisco e o branco. A médica complementa dizendo que no inverno também é importante a hidratação, porque nessa época as pessoas sentem menos sede, mas, mesmo assim, é importante a ingestão de dois litros de água por dia.

Lorena Bermudes ainda comenta que dietas da moda não fazem milagres. “O importante é ter bom senso na hora de comer. Praticar exercícios físicos, ter uma boa noite de sono e, principalmente, diminuir o estresse”, conclui.

Dra Lorena Bermudes
Dra Lorena Bermudes – Médica e nutricionista

 

Confira Também

exame_blog2

Pela saliva, exame diz qual a melhor dieta para emagrecer

Estresse, cansaço e insônia, esses problemas de saúde têm acometido pessoas cada vez mais jovens ...