segunda-feira , março 18 2019
Home / Destaque / QUE FEDOR É ESSE?
shutterstock_102529439

QUE FEDOR É ESSE?

Você chega em casa do trabalho ou da academia, tira os sapatos e… quase desmaia com o odor desagradável que vem dos seus pés. Se essa situação tem algo de familiar, você sofre de bromidrose, o popular chulé. Nós vamos te ajudar a controlar esse problema te passando algumas informações.

Agravantes do chulé:

  • Alimentação ácida
  • Calçados sintéticos e de plástico ou muito apertados
  • Sapatos guardados logo após serem retirados dos pés
  • Estresse
  • Má higiene dos pés
  • Não usar meias ou usá-las mais de uma vez
  • Meias sintéticas
  • Suor excessivo
  • Sapato ou tênis utilizado antes de secar totalmente após ser lavado

Talcos e sprays funcionam?

A utilização de antissépticos em forma de pó, creme ou spray é uma medida acertada contra o chulé. Esses produtos controlam o excesso de transpiração. Com pouco suor na planta dos pés, as bactérias ficam sob controle.

Transpiração demais… O que fazer?

Mesmo com todos os cuidados de higiene e usando produtos específicos, há quem ainda continue suando muito. Nesse caso, é indicada a aplicação de toxina botulínica. Os resultados são temporários e o tratamento é um pouco doloroso.

Estresse = Chulé?

O sistema nervoso controla a atividade das glândulas que produzem o suor. Assim sendo, estresse e ansiedade podem, sim, provocar desequilíbrio na transpiração.

Os homens sofrem mais com o problema?

Qualquer pessoa, independente da idade ou do sexo, pode ter mau cheiro nos pés. No entanto, homens jovens e de meia-idade são acometidos com mais frequencia, porque o hormônio testosterona pode determinar uma maior transpiração nos pés. Além disso, os homens usam mais sapatos fechados, o que aumenta as chances das bactérias e fungos se proliferarem. Mulheres também podem ser atingidas pelo chulé, no entanto, elas costumam utilizar sandálias abertas e trocam mais os sapatos do que os homens.

O verão é um vilão?

O odor nada agradável chamado chulé é resultado da ação de bactérias em contato com suor. Nessa área, assim como nas mãos, na testa e na virilha, a transpiração é maior, ainda mais no calor. Além disso, as bactérias se proliferam em locais quentes e úmidos – o que se dá no verão.

Confira Também

sinais-de-cancer-de-mama

Mês da mulher: médico fala sobre a sexualidade no tratamento do câncer

Dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher e o tema sexualidade ...